Pesquisar este blog

Óleos Essenciais

Como Restar Naturalmente São
O que são óleos essenciais
Óleos Essenciais são compostos produzidos pelas plantas para que possam sobreviver. São substancias químicas naturais.
Para serem produzidos e comercializados corretamente devem vir de fontes renováveis, desde a sua plantação, a colheita e a extração. Incluem ainda, fatores climáticos e externos como a escassez de matérias primas, tipo de armazenamento, de embalagem, de transporte para preservação da sua qualidade e manter as propriedades terapêuticas da planta de origem.
O valor do óleo essencial se estabelece, principalmente, devido ao rendimento conseguido durante o processo de extração , isso consequentemente inclui a quantidade da substância produzida por cada planta, por ser uma substancia 100% natural.Por exemplo, para  de 1 litro de óleo essencial de Eucalipto globulus são necessários em torno de 60 kg da planta; o mesmo 1 litro de rendimento na extração do maravilhoso óleo essencial de Rosa são colhidas em media 4 toneladas de pétalas de rosas.
O tratamento através de plantas e cheiros é muito antigo, não se pode precisar a primeira extração por destilação dos chamados óleos essenciais. Provavelmente esse fato aconteceu no período posterior ao dilúvio, de acordo com as escrituras hebraicas. Os óleos essenciais são compostos extraídos diretamente das plantas, e que são considerados a essência concentrada delas, possuem pouca ou nenhuma substância oleosa e carregam o aroma e as propriedades da planta específica. Podem ser incorporados no seu dia-a-dia, trazendo vários benefícios para sua saúde físicamental e emocional. Por serem concentrados, o seu efeito é mais pronunciado que o uso da planta inteira ou o seu extrato. Existe uma diferença marcante na composição química dos óleos essenciais naturais e de essências sintéticas. As essências sintéticas não possuem nenhuma propriedade terapêutica, logo, não devem ser usadas em tratamentos de doenças físicasmentais e emocionais. O uso de sintéticos pode, além de não resolver o problema, ocasionar sérias intoxicações, por isso não servem de auxílio para a Aromaterapia e para as terapias alternativas.
Aromaterapia, ou a cura com óleos essenciais através da aplicação do olfato pela inalação e através da aplicação dessas substâncias voláteis terapêuticas, remonta a épocas antigas. 
Os óleos aromáticos eram usados pelos egípcios, gregos e romanos. Atualmente a Aromaterapia que definimos como o tratamento com os óleos essenciais, está voltando com toda a força. Mas o que vem a ser essa essência intangível extraída de material vegetal chamado óleo essencial? É o coração e a alma da planta. É a essência que não deixa os insetos polinizadores. É o componente químico contido nas pequenas células das plantas que é liberado durante o processo de destilação. Muitos ciêntistas europeus e norte-americanos estão explorando o poder desses óleos essenciais, pesquisando as receitas e fórmulas outrora esquecidas, muito populares no final da década de 30.
Os óleos essenciais são odoríferos e altamente voláteis (evaporam rapidamente quando expostos ao ar). São muito diferentes dos óleos gordurosos, e têm uma consistência mais aquosa do que oleosa. Sua constituição química é complexa, embora geralmente contenham álcoois, ésteres, cetonas, aleídos e cloroplastos da folha. Os óleos estão presentes na forma de gotículas num grande número de plantas, especialmente aquelas usadas devido às suas propriedades culinárias e medicinais. Podem ser encontrados em raízes (gengibre), folhas (tea tree), flores (lavanda), cascas de árvore (canela), cascas de frutas (laranja) e resinas.
Os óleos essenciais são geralmente extraídos por destilação. Outros métodos são empregados, sendo mais comum a extração por solventes voláteis.
Enquanto estão na planta, os óleos essênciais mudam constantemente sua composição química e movem-se de uma parte para outra em seu interior, de acordo com o momento do dia e com as estações do ano. É por isto que as plantas destinadas à extração de óleos devem ser colhidas em um dado momento do ano, sob certas condições climáticas e, geralmente, em certo instante do dia.
O calor, a luz, o ar e a umidade costumam ter efeito danoso sobre os óleos essenciais. Portanto, devem ser sempre conservados em frascos escuros, em local frio e seco.

Importante


Óleos essenciais 
São substâncias altamente concentradas e devem ser usados sempre diluídos. Uso externo. Para usá-los puros sobre a pele e para uso interno (alguns óleos essenciais podem ser ingeridos), somente com prescrição e acompanhamento de um médico ou terapeuta qualificado.
CUIDADO: Não tente tratar com óleos essenciais problemas de saúde que normalmente requerem cuidados médicos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor me de a sua opiniao