Pesquisar este blog

quinta-feira, 2 de março de 2017

Somos o Que Comemos

Alimentos essenciais na dieta yógica

 
Existe uma dieta preferencialmente vegetariana associada à prática da yoga. 
Ao nos alimentar assimilamos não somente as proteínas, vitaminas, carboidratos, gorduras, etc. mas assimilamos sobretudo a energia contida nos alimentos. 

Se ingerirmos alimentos vivos tais como nozes, sementes, grãos integrais, frutas frescas de estação e verduras estaremos ingerindo alimentos vivos, alcalinizantes, facilmente digeríveis, nutrientes e equilibrados. 

O organismo passa, então, a funcionar melhor, o corpo físico é sujeito a alterações, melhorias e o corpo sutil também. 
Nos alimentando corretamente, mastigando devagar, longe de interferências eletromagnéticas de TV e celulares os nossos sentidos ficam mais apurados e a energia flui de forma mais consciente.
A dieta ideal para um yogue é vegana ou vegetariana. 
Preciso salientar que nada é proibido na yoga, apenas escolhemos um estilo de vida condizente com o nosso objetivo de purificar o corpo, calmar a mente e atingir o samadhi. 

Inicialmente todos continuamos comendo carnes, ovos e outros produtos animais até o dia em que de nossa própria iniciativa começamos a eliminar alimentos oxidantes, que apodrecem no estômago e intestino, causando preguiça, peso no corpo, indisposição, sonolência e desânimo.

Todavia quem adere ao veganismo, dieta que elimina qualquer alimento de origem animal do cardápio, deve ter cuidados específicos com a alimentação. Encontrar alimentos que reponham os principais nutrientes presentes nas carnes, leite e derivados é essencial, já que essas são normalmente as principais fontes de proteínas, cálcio e vitamina B12 conhecidas pela maioria.

Vegetais escuros


Vegetais escuros como couve, rúcula, agrião e brócolis são fontes de vitaminas e minerais, além de cálcio e ferro. Devem ser consumidos diariamente na dieta vegana. Recomenda-se ao menos um pires no almoço e jantar.

Frutas Cítricas


Frutas como limão, laranja, goiaba, morango e abacaxi são ricas em vitamina C, essencial para aumentar a absorção de ferro dos alimentos vegetais como hortaliças e leguminosas. Recomenda-se o consumo de uma opção de fruta ou suco natural antes da refeição principal, que deve ser o café da manhã.

Beterraba


A beterraba, assim como outros vegetais, é rica em potássio - mineral que  diminui a pressão dos vasos sanguíneos. Por conter vitaminas do complexo B, também pode auxiliar na formação dos glóbulos vermelhos do sangue e reações químicas do corpo que fornecem energia às células. Cobre e zinco, minerais essenciais para a saúde do sistema imunológico, também são nutrientes presentes na beterraba.

Quinoa


A quinoa é um alimento completo de origem vegetal e apresenta o maior teor de proteínas dentre todos os cereais. Os aminoácidos essenciais para recuperação muscular, produção de hormônios, enzimas e anticorpos também compõe o alimento. A quinoa também apresenta quantidades significativas de ferro, vitaminas C e E e vitaminas do complexo B, que são essenciais para o sistema circulatório e imunidade. É uma pena que vendem a quinoa por preços inacessíveis a muitos no Brasil. Na Europa a quinoa é acessível a todos por preços muito mais baixos.

Leguminosas


Lentilha, grão de bico e todos os tipos de feijão são excelentes fontes de proteínas. A combinação de arroz (integral) e feijão, além de energética, é nutricionalmente equilibrada com  aminoácidos essenciais que o nosso organismo não produz. Recomenda-se o consumo de uma porção de leguminosas (uma a duas conchas) por dia, no almoço ou jantar.

Sementes em geral


As sementes apresentam quantidades significativas de cálcio, magnésio e fósforo - minerais importantes para a manutenção da saúde de ossos e dentes. Especialmente as sementes de chia, linhaça e abóbora. Podem ser consumidas em saladas, pães, legumes refogados ou na forma de barrinhas.

Algas


As algas são fontes vegetais de ômega-3 e vitamina E - dois nutrientes relacionados com a diminuição do risco de doenças cardiovasculares. O ômega-3 tem ação anti-inflamatória, enquanto a vitamina E é um potente antioxidante. Outra fonte de ômega 3 são o abacate, o óleo de oliva e semente de chia.

Levedo de cerveja


O levedo de cerveja é considerado um alimento milagroso, mais eficaz até mesmo que os rebentos de trigo. 

Nenhum outro alimento contém uma combinação tão perfeita  e facilmente assimilável de nutrientes essenciais e raros. 

O levedo de cerveja supera o valor nutricional dos cereais, do leite e da carne. 

Contém 50% de proteínas facilmente assimiláveis e todos os aminoácidos indispensáveis para a vida (nistidina, lisina, triptofar, leucina, fenilamina, cistina).

Contém uma grande quantidade de glúten, uma proteína composta pela mistura das proteínas gliadina e glutenina, que se encontram naturalmente na semente de muitos cereais, como trigo, cevada, centeio e aveia. 

Para algumas pessoas, a ingestão de glúten provoca danos na parede do intestino delgado, acarretando prejuízos para a saúde. 

De acordo com especialistas, alimentos ricos em glúten - como o macarrão - ajudam a controlar a glicemia e o triglicérides, aumentam da absorção de vitaminas e minerais, melhoram a flora intestinal e deixam o sistema imunológico mais forte.

Além disso, o glúten e a peptido sulfurosa contidas no levedo de cerveja têm uma função preponderante nos fenômenos vitais, sobretudo nas reações de alcalinização e desintoxicação. 

Estes processos são essências para se ter um organismo livre de doenças até mesmo graves como várias formas de câncer, envelhecimento precoce. 

A oxidação  é uma das fontes de radicais livres.

No organismo, os radicais livres de oxigênio podem combinar com o DNA das células, alterando seu código genético e produzindo uma multiplicação celular desordenada. A reação dos radicais livres com os ácidos graxos, constituintes de óleos e gorduras, pode favorecer o depósito de placas nas paredes arteriais, diminuindo sua elasticidade e propiciando o aparecimento de hipertensão arterial.
Embora os radicais livres sejam importantes para diversas funções do organismo, quando há um acúmulo dos mesmos, tanto por fatores externos quanto por fatores internos, acarretará o stress oxidativo, aumentando o risco a diversas patologias.

O levedo de cerveja é particularmente indicado para pessoas que fazem grandes esforços físicos pois aumenta a resistência e facilita a eliminação de toxinas e da massa fecal.

Salsa


Seu grande uso se deve à grande quantidade de vitaminas e minerais que ela possui. Algo característico é que, entre suas principais propriedades, está a de ajudar a manter o hálito fresco e a despertar o apetite.
A salsa é uma erva que tem a capacidade de proteger o fígado e os intestinos de diferentes tipos de câncer, possui grandes propriedades estimulantes da digestão, é antiflatulenta e carminativa, possui grandes propriedades estimulantes da digestão, também é um grande alimento, já que traz minerais como o fósforo, cálcio, ferro e enxofre, além de grandes quantidades de vitamina C e betacaroteno, o qual é muito importante para fortalecer o sistema imunológico. 

Iogurte


Encontramos em um centímetro cúbico de iogurte natural de 600 a 800 milhões de lactobacilos, que são seres vivos invisíveis, em forma de flor, que se reproduzem na temperatura ideal dos intestinos. O iogurte não é um simples leite que fermentou, onde os lactobacilos se multiplicaram: ele é rico em fibras e é uma fábrica de vitaminas de vital importância, é ainda rico em probióticos, bactérias envolvidas na produção de gamainterferon, substância com ação antiviral, e imunoglobulinas, moléculas liberadas pelas células de defesa para combater invasores, e também favorece a absorção de nutrientes de outros alimentos.

O iogurte origina-se da ação de três tipos de bactérias:
Lactobacillus bulgaricus: transforma o sabor doce do líquido em ácido.
Streptococcus acidophilus: atua sobre a lactose, transformando-a em ácido láctico.
Streptococcus termophilus: faz o iogurte ficar cremoso.

Essas três espécies de bacilos proporcionam um reforço alimentar, regularizam o processo digestivo e imunizam o corpo contra as infecções. O consumo constante de iogurte natural em sua dieta diária, poderá no decorrer do tempo alterar também suas preferências pelos alimentos, fazendo-o abandonar os produtos industrializados, açucarados, a compulsão por doces, e alimentos desprovidos de fibras, como os pães comuns (branco), pastéis, batatas fritas, sanduíches comerciais, refrigerantes, chocolates. Com certeza, aos poucos você passará a adotar alimentos saudáveis, que irão ficar ainda mais gostosos com o hábito de beber um copo de iogurte diariamente.

Pólen


O pólen é feito por abelhas e serve de comida para abelhas jovens. É considerado um dos alimentos mais nutritivos da natureza pois são ricos em proteínas (40% e contém mais aminoácidos do que ovo, carne, etc.), vitaminas do complexo B e enzimas. Cada colher de chá cheia contém mais de 2.5 bilhões de grãos de pólen de flores.

O pólen é um potente energizante: a quantidade de nutrientes contidas no pólen já é suficiente para melhorar a disposição ao longo do dia, porém a quantidade de carboidratos, proteínas e vitaminas do complexo B contidas nesse alimento aumentam o vigor.

É um ótimo anti-inflamatório para a pele e ajuda a tratar irritações como eczemas e psoríase. 

Os aminoácidos e os outros nutrientes presentes no pólen ajudam a proteger a pele e regenerar as células.

Age como anti-inflamtório nos tecidos dos pulmões, prevenindo asma, por exemplo.

O pólen ajuda a diminuir a quantidade de histaminas, ajudando a combater diversos tipos de alergias.

Melhora a digestão: devido a presença das enzimas, os alimentos acabam sendo mais bem digeridos.

O pólen é excelente para a flora intestinal que conseqüentemente ajuda na melhora do sistema imunológico. 

Além disso contém propriedades antibióticas que "lutam" contra vírus no nosso organismo e antioxidantes que protegem nossas células contra radicais livres.

É excelente para o sistema cardiovascular: devido a grande quantidade de rutina (bioflavonóide antioxidante), o pólen acaba sendo um ótimo tonificante para os capilares e vasos sanguíneos. 

Ajuda a prevenir o entupimento das artérias sendo ótimo para prevenir infartos e AVCs. 

Além disso eu ainda recomendaria para pessoas que possuem varizes pois a rutina auxilia no mal estar das pernas e no aparecimento das indesejadas veias.

Infertilidade: ajuda a estimular e a restaurar os ovários. Para quem pensa em ficar grávida rápido, é um item que não pode faltar na lista.

Para os que sofrem de hiperplasia na próstata, esse superalimento pode ajudar pois diminui a inflamação e diminui a urgência ao urinar.

 

Principais regras na alimentação yógica


A tradição yógica ensina que para obter um perfeito estado de saúde, longevidade e vigor precisamos seguir as seguintes regras dietéticas:
·      Comer somente quando temos fome, evitando a falsa fome.
·      Não sobrecarregar o estômago (parar de comer quando ainda se tem um pouquinho de apetite)
·      Nunca comer coisas que não gostamos nem abusar daquelas que gostamos muito
·      Comer lentamente e salivar bem os alimentos. Quem mastiga mais come menos pois combate a ânsia da fome mastigando.
·      Comer quanto mais fruta madura possível.
·      Jejuar um dia por semana. O jejum é particularmente importante porque elimina as toxinas, reequilibra os mecanismos fisiológicos e deixa os órgãos repousarem.
·      Comer somente alimentos compatíveis entre si.
·      Comer muitos alimentos crus e evitar ao máximo as frituras.
·      Limitar a 4 ou 5 alimentos cada refeição
·      Evitar pratos muito elaborados e complicados
·      Procurar se alimentar sempre à mesma hora todos os dias.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor me de a sua opiniao