Pesquisar este blog

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Como Executar A Respiração Yógica Completa


A respiração yógica completa não é nada mais do que a respiração correta na qual todos os músculos respiratórios são ativados. Todavia a maioria das pessoas está acostumada a respirar de maneira incorreta, superficial aportando pouco oxigênio aos pulmões. Isto faz com que boa parte do ar que permanece nos pulmões não se recicle ficando viciado e cheio de toxinas. Uma respiração incorreta pode ser causa de tensões, ânsia, medo, agitação, fraqueza e de muitas doenças. A respiração yógica completa visa lembrar-nos a arte de respirar corretamente, quando fazíamos quando ainda éramos crianças e respirávamos mais espontaneamente.


A Respiração diafragmática


Diafragma

O diafragma, o músculo respiratório mais importante, é ligado indissoluvelmente à postura e à saúde da coluna vertebral e do coração. Ele é um músculo a forma de cúpula que divide os pulmões e o coração das vísceras e é ligado às últimas costelas.

Para fazer você inspirar ele se abaixa, apertando e massageando as vísceras e para fazer você expirar ele se levanta, comprimindo os pulmões.

Aqui vai um simples exercício para aprender a perceber o seu funcionamento.

A Técnica


Deitado em posição supina sobre um tapetinho yoga, coloque as pernas sobre uma cadeira ou os pés na parede.

Coloque um travesseiro sobre a barriga e apóie as mãos sobre ele de modo que as veja levantar-se e abaixar-se quando respire sem que precise levantar a cabeça do chão.

Observe que quando respire, suas mãos se levantem e se abaixem seguindo os movimentos da sua respiração.

O diafragma desce quando inspire e sobre quando espire ao mesmo tempo que sua barriga se enche
de ar e se esvazia. Faça esses movimentos voluntariamente: inche a barriga quando inspire e a esvazie completamente quando expire.

Observe esses movimentos com calma, sem pressa, com os olhos fechados depois de um certo tempo.

Observe como o diafragma desce e sobe, isso é fundamental para conseguir realizar a Respiração yógica Completa que veremos  a seguir.

Pode ser que demore algum tempo, talvez até mesmo alguns meses antes que você tenha completa consciência dos movimentos pra baixo (na direção da virilha) e para cima ( na direção do coração) do seu diafragma.  

Não desanime, este é um exercício precioso para sua saúde e para a prática de muitos outros exercícios de yoga.

A Respiração Yógica completa


Inicie esta prática somente depois que conhecer bem os movimentos pra baixo e pra cima do diafragma.

A respiração yógica completa se caracteriza pelas suas três fases inspiratórias e expiratórias.


A inspiração segue estas três fases:
  1. A primeira fase é o respiro diafragmático que faz expandir o abdômen, os quadris e a zona lombar,
  2. A segunda fase expande a caixa torácica em todas as direções
  3. A terceira fase levanta o peito para alto.
As três fases da expiração prevê a ordem contrária:
  1. Primeiro se abaixa o peito,
  2. Em seguida se fecha a caixa torácica,
  3. Finalmente se abaixa o abdômen.
As primeiras duas fases da inspiração consentem uma expansão maior da área baixa e central dos pulmões enquanto a terceira fase permite a ventilação da parte de cima dos mesmos que é a menor.


omoplatas

A Técnica


Fase 1

a)  Execute a técnica para a percepção do diafragma descrita acima.
b)  Deite-se em posição supina com as pernas extendidas no chão. 

Apóie as mãos na cintura com os polegares direcionados para baixo (para a zona lombar) sentindo os movimentos dos quadris e da zona lombar. Os outros  dedos ficam sobre o abdômen de modo que você possa sentir os movimentos do abdômen e dos quadris.  

Agora respire enchendo o abdômen em todas as direções quando inspire e contrai o máximo quando expire. 
Pratique por 3 minutos ou mais. 
Fase 2b

Fase 2

a)    Mude as mãos para a zona das costelas, do mesmo jeito. 
Respire expandindo a caixa torácica em todas as direções quando inspire e contrai quando expire. Sempre por 3 minutos ou mais.
b)   Sente-se comodamente e abrace a si mesmo de modo que consiga sentir as omoplatas com os dedos.
Agora respire expandindo a caixa torácica sob suas mãos. 2 ou 3 minutos.

Fase 3

Apóie as mãos sobre o peito com as pontas dos dedos sobre as clavículas e respire movendo o peito para o alto e para a frente. Por 2 minutos.

A Técnica Completa


Agora una as fase 1b, 2a e 3 com respiros longos, profundos e fluidos. Quando inspire expanda o abdômen, as costelas e o peito. Quando expire relaxe o peito, as costelas e o abdômen. Sinta a expansão em todas as direções. Pratique pelo menos de 5 a 10 minutos.

Para Os Mais Adiantados


Quando tiver aprofundado estas práticas, você poderá executar a Respiração Yógica Completa mantendo o abdômen controlado ( o umbigo fica contraído). 
Esta prática utiliza os músculos abdominais mais profundos, que têm a função de conter as vísceras e de sustentar a coluna vertebral.
Músculo transverso do Abdômen

Respirando com o abdômen controlado o diafragma se comporta como na técnica anterior mas invés de encontrar um abdômen frouxo que lhe consente de empurrar para fora os  órgãos viscerais, ele encontra as vísceras bem apertadas pelo músculo transverso do abdômen.

Desta forma o diafragma aperta apenas um pouco para baixo. 

Os pulmões então encontram espaço na parte central e posterior das costas. 

Isto favorece uma pressão maior no interior na caixa torácica.

Quanto maior for a pressão na caixa torácica, maior será a troca de oxigênio e anídride carbônica nos capilares.

Além disso, o sangue será enviado com força aos pulmões inteiros aumentando a assimilação do oxigênio.

É aconselhável não ter pressa de provar esta técnica porque os benefícios só serão sentidos depois que  o praticante tiver plena consciência e controle dos movimentos do diafragma. Os resultados porém são extremamente animadores, o bem estar e a saúde, a forma física que deriva desta prática vale o esforço.

A Técnica


Deite-se em posição supina sobre um tapetinho yoga. 
Coloque um travesseiro sobre o abdômen e apóie as mãos sobre ele.
Pratique a respiração yogica completa observando  que o travesseiro Não se mova! 
Procure espaço para o ar na parte traseira dos pulmões, nas costas quando sente que o diafragma se abaixa.


Lembre-se que os pulmões são como uma esponja apertada dentro de uma mão, (que no caso seria a caixa torácica).

Se você mergulhar a mão na água e a manter apertada, a esponja não se enche mas se abrir a mão, você cria espaço para a a água penetrar enchendo a esponja e aumentando seu volume.

A respiração yogica completa vai desenvolver sua capacidade de aumentar o espaço para seus pulmões se encherem de ar criando um bem-estar inigualável.

Bom proveito!

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Uma Janela Para o Futuro

É italiana a janela do futuro que se transforma em painel solar

Estão desenvolvendo, na Universidade Bicocca de Milão, placas de plástico com nanopartículas que podem capturar a luz e transformar uma janela em um painel solar. 
O projeto conta com a colaboração do Laboratório Americano Nacional Los Alamos e da empresa UbiQD.
 Elas parecem um comum vidro de janela mas na verdade são placas de plástico equipadas com nanopartículas especiais que podem capturar a luz e transformar as janelas em painéis solares. Dessa forma, você pode obter a energia para iluminar uma casa ou alimentar os computadores de um escritório.
"Nestes dispositivos, uma fração da luz transmitida através da janela é absorvida pelas nanopartículas dispersas na janela de vidro, é reemitida por ondas infravermelhas invisíveis ao olho humano e conduzida para as células solares inseridas nas bordas da janela", explica Victor Klimov, pesquisador do Laboratório Nacional Los Alamos.

O projeto, de fato, foi realizado por uma equipe de pesquisadores do Departamento de Ciência dos Materiais da Universidade de Milão-Bicocca, em colaboração com um grupo liderado pelo mesmo Klimov e Hunter McDaniel da empresa UbiQD. 
Financiado pela Fundação Cariplo e da União Europeia, foi publicado recentemente na revista Nature Nanotechnology.

Concentradores Solares a Nanopartículas

Tecnicamente falando são concentradores solares luminescentes ou LSC (Luminescent Solar Concentrators)). 
Elas são simples folhas de vidro ou de plástico em que são incorporadas nanopartículas fluorescentes especiais, chamadas cromóforos. Esta última é capaz de absorver a luz solar e espalhá-la no interior da placa. 
Para transformar as janelas de edifícios em geradores de energia limpa, a luz é canalizada para as bordas usando o fenômeno da reflexão interna total e convertida em eletricidade por pequenas células solares.

A verdadeira novidade foi conseguir incorporar em concentradores de plástico, especiais cristais coloidais "grandes" apenas alguns milionésimos de milímetro. Nestes novos nanomateriais, uma partícula serve como uma embalagem para uma segunda, ainda menor. "A grande vantagem destes sistemas é que eles permitem dissociar os processos de absorção e emissão de luz", explica Francesco Meinardi da Equipe Bicocca.

A absorção acontece na parte exterior da nanopartícula que imediatamente transfere a energia acumulada para o núcleo no qual a emissão de luz ocorre.

 Fotovoltáico em Plástico: as vantagens

Na verdade, a mesma equipe de pesquisa já vinha trabalhando em sistemas de plásticos capazes de transformar janelas normais, mas também muitos outros elementos arquitetônicos, em sistemas fotovoltáicos. 
De acordo com Hunter McDaniel da UbiQD no entanto, esta nova classe de dispositivos supera alguns dos principais obstáculos para a comercialização desta tecnologia. 
Em primeiro lugar, melhora a eficiência energética associada às formas clássicas, ou aquelas feitas a partir de células de silício, uma vez que estes novos painéis absorvem a luz de todo o espectro solar e ao mesmo tempo não reabsorvem toda sua luminescência.

"O fator estético é também de extrema importância", lembra Meinardi. " Uma solução de tecnologia para ser aceita não pode comprometer a qualidade de vida." 
É por isso que os painéis são essencialmente incolores. 
Desta forma, eles são facilmente integrados de forma invisível no contexto urbano, superando uma das maiores limitações para a utilização dessas soluções na construção civil, que é o impacto estético.

Além disso, há outro aspecto de não pequena importância, o novo vidro fotovoltáico desenvolvido pelo Los Alamos em colaboração com a equipe Bicocca também têm plena sustentabilidade ambiental. "Em vez de continuar trabalhando com o cristal semicondutor tradicional feito de metais pesados ​​como o cádmio ou chumbo - explica Meinardi - criamos nanopartículas formadas por ligas de vários elementos, conseguindo obter concentradores não-tóxicos, com extraordinária capacidade de absorver a luz o sol. "

Uma tecnologia para as cidades do futuro

Os pesquisadores acreditam que a tecnologia tem perspectivas de aplicações a curto e médio prazo. "Esta tecnologia é facilmente escalável para a indústria e pode ser usada em arquitetura verde e na construção sustentável", diz Sergio Brovelli, da equipe Bicocca. "Com estes novos nanomateriais, não só o telhado, mas todas as partes de um edifício podem se tornar geradores de energia solar, promovendo a auto-sustentabilidade."


Estima-se que, ao substituir as janelas tradicionais de um arranha-céus como o Shard em Londres, com estes novos elementos arquitetônicos inteligentes, seria possível gerar a energia necessária para a total auto-sustentabilidade de aproximadamente trezentos apartamentos. "Adicione a estes números a economia de energia resultante da redução do uso de condicionamento ambiental, graças à absorção de luz solar pelos concentradores solares que limitam o superaquecimento dos edifícios", conclui Brovelli. "Você terá uma tecnologia inovadora, potencialmente revolucionária, para a cidade auto-suficiente do futuro."
Leggi in italiano

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Como Lidar Com Um Narcisista

Os narcisistas fingem chorar, fingem lágrimas, fingem empatia, fingem charme, fingem doenças,fingem emoções, arrependimento, sensibilidade, fingem se preocupar, fingem trabalhar, fingem educação, fingem força, fingem amor, fingem culpa, fingem caráter, fingem amizade, fingem apelo, fingem camaradagem..

Baseado em tudo o que se sabe sobre a natureza humana, tudo o que já foi registrado, existem reais possibilidades de que você tenha encontrado um narcisista em sua vida. De acordo com pesquisas recentes, o narcisismo está galopando nos dias de hoje. E para complicar mais as coisas, os narcisistas não são iguais. Em nossas vidas, não só encontramos muitos narcisistas mas vamos encontrar muitos tipos diferentes deles.

Felizmente, muitos desses narcisistas são fáceis de detectar, e ainda mais fáceis de ignorar. Quero dizer, o objetivo principal do narcisista é ser notado, certo? Se levantam e dizem: "hei - olhem para mim!"  Se os ignorar você já venceu a batalha. Mas muitos narcisistas não podem simplesmente ser ignorados, alguns fazem parte de sua família, pode ser o seu chefe ou algum amigo muito próximo. Alguns deles são tão sutis que os chamo de narcisistas silenciosos.
O narcisismo até um certo ponto é totalmente normal, saudável e funcional. É justo ter um certo orgulho de quem você é e o que você faz. O orgulho não quer dizer automaticamente um transtorno de personalidade. Eu mesmo sou um narcisista até um certo ponto, eu tenho que ser para manter vários blogs na internet.

O tipo de narcisista do qual eu quero falar hoje é aquele que voa abaixo do radar de nossas vidas sem que nós sequer o vejamos. Ele se infiltra em nosso cérebro e causa estragos a níveis que nós nem sequer compreendemos. O "narcisista silencioso" é o ninja cerebral que cria insegurança, auto-aversão, e espalha a depressão como um requeijão nos pães de nossas vidas. Eu quase posso garantir que você tem um desses narcisistas em sua vida e nem sequer percebe isso.

 Então, o que qualifica alguém como um "Narcisista silencioso"?


Os narcisistas, em geral, prosperam sobre um par de princípios básicos. 
Primeiro, eles precisam que você se sinta mal sobre si mesmo para construir-se. 
Fazem isso apontando todas as falhas que você pode ou não pode ter. Mesmo em tom de brincadeira. Todos nós temos aquele amigo que gosta de tirar sarro de nós, mas ele se safa porque é seu amigo. "Se um estranho me dissesse isso, eu reagiria de forma diferente", você pensa. Isso é verdade até certo ponto, e um pouco de gozação entre amigos é normal. O narcisista silencioso, no entanto, faz com que essas piadas representem quem você é para eles. É quase como se eles desenvolvessem um "papel" para você e te prendessem a ele. Talvez você seja o "idiota legal" ou o "amigo chato". Seja qual for o caso, o narcisista silencioso vai colocá-lo em uma gaiola que achar que seja boa para você e vai mantê-lo lá.

Outro aspecto básico do narcisista é que ele tem uma necessidade constante de estar certo. 
O narcisista geralmente, por pura vontade de conversar, tenta rebater qualquer coisa que você disser para fazer você ficar mudo. Os narcisistas são famosos por mostrar suas habilidades pessoais, simplesmente porque a atenção é o que eles desejam. 
Narcisistas silenciosos realizam esta façanha engajando-se em tendências agressivas passivas. Coisas como limpar o que você sujou sem que você perceba (obviamente antes que você tenha a chance de fazê-lo sozinho) ou apontar regularmente seus erros mais simples. Eles não o farão com muita freqüência, porque isso seria muito descarado e óbvio. O narcisista silencioso quase nunca menciona essas pequenas coisas, ele só faz isso na tentativa de fazer você se sentir impotente e incapaz. Mais uma vez, o objetivo é te por para baixo.

O narcisista silencioso vai projetar suas próprias imperfeições em você. 
Isso remonta à personalidade "lanterna" que ninguém precisa na vida. Basicamente, apontando as coisas que estão erradas em você, que também estão erradas neles, diminuem o impacto de suas próprias falhas. Se você comer um biscoito, o narcisista silencioso vai fazer um comentário casual sobre seus planos de dieta e de como você "abandonou sua dieta de novo" (enquanto come o mesmo biscoito). Faz qualquer coisa para não encarar suas próprias imperfeições, mas mantendo uma falsa sensação de domínio sobre você.

Então, como você lida com o narcisista silencioso?

As respostas simples para esta pergunta podem ser "bater-lhe na cabeça com uma ferramenta" ou "nunca falar com ele novamente." Mais uma vez, eu nunca aconselho a violência, e às vezes você não pode simplesmente cortar alguém fora de sua vida (parentes). Então, aqui estão as coisas a serem feitas para lidar efetivamente com os narcisistas silenciosos:

* Quando eles zombam de você - Zombe deles também. Use o mesmo tom casual, um comportamento desligado, e as mesmas ações não-agressivas que eles usam quando curtem com sua cara - para não parecer defensivo. Então, esteja pronto para revidar imediatamente. Se há uma coisa que um narcisista não suporta, é ter a mesa virada sobre ele. Quanto mais casual você for nas suas respostas, mais inquietante será para o narcisista. Você vai ver o quão rápido ele vai parar de tirar sarro de você.

* Quando eles fazem as coisas passivo-agressivas e não dizem nada sobre isso, diga algo a propósito. Pergunte por que eles fizeram aquilo, diga algo para se defender. Se você deixou um copo na mesa e magicamente o encontra na pia, faça o narcisista notar que você ia usá-lo de novo.

* Quando eles apontam uma falha comum em você, faça-os notarem que eles cometem a mesma falha. Não há desculpa para deixar alguém ser hipócrita apenas para alimentar seu próprio ego. Mais uma vez, veja o quão rápido o narcisista pára de apontar as coisas.


Se você tomar essas atitudes simples, você vai notar que uma coisa incrível vai acontecer: você não tem que remover o narcisista de sua vida - ele se retira da sua. É como o câncer que se auto-cura.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

A ciência Falou: Grupo de Meditação Muda Literalmente o Mundo

Para aqueles mesmo com a compreensão básica de um leigo em física quântica, isso pode não ser nenhuma surpresa, o simples ato de que a meditação pode ter resultados quânticos que afetam não apenas o praticante, mas a sua comunidade  e o mundo como um todo.
Em 1978 foi realizado um estudo sobre um grupo de meditatodores e como resultado, o "Efeito Maharishi" foi descoberto. 7.000 pessoas meditaram com a intenção de ter um efeito positivo sobre a cidade em que estavam durante 3 semanas consecutivas. Como resultado de seus esforços de meditação intencionais e coletivos, a energia coletiva da cidade foi totalmente transformada. 
Na verdade, o esforço de meditação era tão poderoso que reduziu as taxas globais de crime, atos violentos, e as mortes a uma média de 16%. Houve também uma redução na quantidade de suicídios e acidentes de trânsito tendo todas as variáveis contabilizadas. Em cima do gráfico, houve uma redução de 72% na atividade terrorista durante o projeto da meditação.
Desde então, mais de 50 estudos foram feitos para testar a validade do Efeito Maharishi e os resultados confirmaram que a meditação mundial tem impacto direto sobre o mundo. Estes estudos são tão claramente indicativos do poder da meditação para transformar os padrões globais de energia que os resultados foram publicados no Journal of Crime e Justice.
De acordo com peacefulwarriors.net ", Por exemplo, um estudo feito diariamente por dois meses em Israel durante agosto e setembro de 1983 mostrou que, nos dias em que o número de participantes em uma assembléia criadora de paz foi alta, a intensidade de uma guerra em curso no vizinho Líbano diminuiu acentuadamente. Quando o número de participantes foi alto, as mortes de guerra no Líbano caíram 76%.
 Quando o estudo foi repetido em Gales, eles conseguiram resultados surpreendentes. Em 1987 Merseyside teve a terceira maior taxa de criminalidade das onze maiores Áreas Metropolitanas na Inglaterra e no País de Gales; em 1992 ele teve a menor taxa de criminalidade. 40% abaixo dos níveis previstos pelo comportamento anterior da série. Havia menos 255.000 crimes em Merseyside entre 1988-1992 do que se esperava e Merseyside continuou a acompanhar a tendência nacional do crime. "
Resultados como esses nos mostra que a meditação pessoal é poderosa além do que nós sequer entendemos na nossa perspectiva quotidiana. Ela ajuda a nos familiarizar com o fato inspirador de que verdadeiramente "pensamentos são coisas “ e que o pensamento é uma forma de matéria vibracional fina que contribui para a criação de tudo o que nós experimentamos. Estes efeitos são poderosos e muda a vida dos indivíduos, mas quando as pessoas se reúnem e utilizam a intenção de direcionar sua energia mental para uma visão coletiva, os resultados são, literalmente, de mudar o mundo.
"Acho que se pode afirmar de forma plausível que o impacto potencial desta pesquisa excede o de qualquer outro programa de investigação social ou psicológico contínuo. Ele sobreviveu a uma gama mais ampla de testes estatísticos do que a maioria das pesquisas no campo da resolução de conflitos. Este trabalho e a teoria de que informa merecem a mais séria consideração por acadêmicos e formuladores de políticas iguais ".

David Edwards Ph.D., Professor de Governo, Universidade do Texas em Austin.
Sources: peacefulwariors.net         

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Aqui está a prova da fraude na mudança climática

Quando as empresas farmacêuticas são pegas falsificando dados de ensaios clínicos, ninguém se surpreende mais. Quando os fabricantes de vacinas cravam suas amostras de ensaio humano com anticorpos de animais para se certificar de que suas vacinas funcionem todos nós apenas descobrimos como eles fazem negócios: mentindo, enganando, iludindo e violando a lei.

Agora, no que pode ser a maior fraude científica jamais descoberta, a NASA e a NOAA foram pegas em flagrante alterando dados históricos de temperaturas capturadas para produzir uma "narrativa sobre a mudança climática" que desafia a realidade. Esta constatação, inicialmente documentada no site da Real Science, é detalhado aqui.

Sabemos agora que os dados históricos de temperatura para os Estados Unidos continentais foram deliberadamente alterados pela NASA e cientistas da NOAA em uma tentativa politicamente motivada para reescrever a história e reivindicar a teoria de que o aquecimento global está seguindo uma tendência ascendente nos US. Os dados mostram na verdade que estamos em uma tendência de resfriamento, não uma tendência de aquecimento (ver gráficos abaixo).

Esta história está começando a aparecer em todo o mundo agora mesmo em toda a mídia, com os novos relatórios do The Telegraph(1), "US Historical Climatology Network do  NOAA (USHCN) que ajustou o seu registo, substituindo as temperaturas reais com os dados "fabricados " por “modelos de computador . "

Porque o registro da temperatura histórica real não se encaixa na frenética narrativa do fim do mundo do aquecimento global que está sendo liderada hoje no cenário político, os dados foram simplesmente alterados usando "modelos de computador" e, em seguida, publicados como fatos.

Aqui está a prova da fraude na mudança climática

Aqui está o gráfico das temperaturas dos EUA publicado pela NASA em 1999. Ele mostra que as temperaturas mais altas realmente ocorreram na década de 1930, seguidas por uma tendência de resfriamento numa rampa descendente para o ano de 2000:



A autenticidade deste gráfico não está em questão. Foi publicado por James Hansen no site da NASA. (2) Nessa página, Hansen escreveu, "A evidência empírica não se presta muito apoio à noção de que o clima é dirigido precipitadamente para o calor e a seca mais extrema."

Desde que a administração Obama tomou posse, no entanto, e começou a empurrar a narrativa sobre o aquecimento global para fins políticos, a NASA foi recebeu indicações para alterar os seus dados históricos, a fim de inverter a tendência de resfriamento e mostram uma tendência de aquecimento em vez disso. Isto foi conseguido usando computadores de modelagem climática que simplesmente fabricaram os dados que os pesquisadores queriam ver, em vez do que estava realmente acontecendo no mundo real.

Usando os mesmos dados encontrados no gráfico mostrado acima (com alguns anos de dados adicionais a partir de 2000), a NASA conseguiu distorcer enganosamente o gráfico para descrever a aparência do aquecimento global:



A autenticidade deste gráfico também não está em questão. Ele pode ser encontrado nos servidores da NASA. (4)

Este gráfico novo, alterado, mostra que as informações históricas - especialmente o calor e as secas graves experimentados em 1930 - estão agora sistematicamente suprimidos para fazê-los parecer mais frio do que eles realmente eram. Ao mesmo tempo, dados de temperatura de 1970 a 2010 são fortemente exagerados para fazê-los parecer mais quentes do que eles realmente eram.

Este é um caso claro de fraude científica que está sendo realizada em grande escala, a fim de enganar o mundo inteiro sobre o aquecimento global.

Dados da EPA também confirmam o embuste do aquecimento global

O que é ainda mais interessante é que os dados mesmo da EPA "Índice Heat Wave" apoiam ainda mais a noção de que os EUA eram muito mais quentes em 1930 do que é hoje.

O gráfico a seguir, publicado no site da EPA.gov (4), mostra claramente que as ondas de calor dos dias de hoje são muito menores e menos graves do que as de 1930. Na verdade, as aparentemente "extremas" ondas de calor dos últimos anos não eram piores do que as do início de 1900 ou 1950.



Práticas agrícolas de visão curta causam mais aquecimento global do que o CO2

Vendo estes gráficos, você pode se perguntar como as temperaturas extremamente altas da década de 1930 surgiram. Foi liberado muito CO2 pela queima de combustíveis fósseis?

Não. Todo esse episódio de aquecimento maciço e seca foi causado por práticas agrícolas convencionais que cortaram as florestas, envenenou os solos com produtos químicos e araram o solo superficial disperdendo essa riqueza. Na falta de árvores para reter a umidade, áreas que já foram prósperas planícies, pastagens e florestas se transformaram em desertos. De repente, os efeitos refrescantes resultantes da umidade causada pela transpiração das plantas e outros ecossistemas saudáveis ​​foram perdidos, causando temperaturas extremas e seca mortal.

Práticas agrícolas míopes, em outras palavras, realmente causam "aquecimento", enquanto a restauração de um ecossistema mais natural inverteu a tendência e refrescou a região.

O reflorestamento é a resposta

Isso nos leva à solução simples, óbvia de tudo isso. Se você quiser esfriar o planeta, precisa focar em esforços de reflorestamento. Se você quiser reter a umidade e manter seus solos vivos, você precisa de diversos ecossistemas à base de plantas, e não campos claros de monocultura.

Florestas agem como esponjas que absorvem as águas das chuvas, e, em seguida, elas voltam e soltam lentamente as águas de volta para o ar, "hidratando" a atmosfera e mantendo os níveis de umidade altos o suficiente para suportar outras próximas gramíneas, arbustos e plantas. Quando você corta as florestas  - como tem sido feito em todo o mundo para abrir espaço para a agricultura mecanizada - você efetivamente eleva as temperaturas, eliminando a base de retenção natural de água e sistemas de refrigeração.

A agricultura industrializada, em outras palavras tem mostrado historicamente a culpada por aumentar radicalmente as temperaturas continentais. Então, porque a Casa Branca não está alertando o mundo sobre os perigos da agricultura industrializada?

A resposta: Porque esta coisa não é politicamente importante para esta administração. É muito mais importante usam o falso pânico do aquecimento global para fechar centrais a carvão limpo (as usinas de carvão dos EUA são muito mais limpas que as da China) e conduzem a população a um estado de obediência subserviente por meio de táticas de intimidação do fim do mundo.

Agora nós sabemos conclusivamente que o governo está mentindo sobre o aquecimento global

Como ambientalista, estou sempre preocupado com as emissões de poluentes e, especialmente de metais pesados ​​sendo jogados na atmosfera. Mas eu também aprendi ao longo dos anos que quase tudo o que o governo federal promove agressivamente junto ao público é uma mentira descarada. Raramente qualquer coisa parecida com a verdade saiu de Washington DC

Essas pessoas são especialistas em mentir com má ciência, escondendo seus enganos por trás da fachada de "pensamento científico" e fazendo afirmações bizarras, como dizer que quem não acredita em seus dados fabricados deve também acreditar que a Terra é plana. Lembre-se, as pessoas que estão dizendo que os combustíveis fósseis queimados está causando o aquecimento global descontrolado são as mesmas pessoas que também reivindicam que o mercúrio em vacinas é seguro para ser injetado em quantidades ilimitadas, toxinas em OGM são seguras para comer, a quimioterapia funciona muito bem para pacientes com câncer e que não há tal coisa como qualquer alimento ou nutriente que previne a doença.

Estas são as mesmas pessoas do governo que constroem redes maciças de bunkers subterrâneos e cavernas em completo sigilo e reivindicar publicamente preppers são teóricos da conspiração. É o mesmo governo que mentiu sobre o funcionamento de experiências médicas desumanas em prisioneiros através dos Institutos Nacionais de Saúde, em seguida, foi pego e teve que pedir desculpas décadas mais tarde.

Se você acha que este mesmo governo está dizendo a verdade sobre o aquecimento global, você provavelmente precisará ter sua cabeça examinada. Mas não por um psiquiatra licenciado pelo governo, ou ele vai encher sua cabeça  de medicamentos psiquiátricos para fazer você perder muitas de suas funções cognitivas, aí você vai realmente começar a acreditar nas transmissões da CNN.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Algumas Perguntas que todo mundo faz sobre Meditação

Essas questões cobrem o ABC da meditação. Mas mesmo se você é um praticante experiente, poderá gostar de revisitar alguns desses princípios básicos de forma mais aprofundada, porque eles nunca envelhecem.

Aqui estão sete perguntas sobre meditação que todo mundo faz com uma breve resposta para cada pergunta.

1. O que é exatamente a meditação?


A meditação é um treinamento de sua atenção. É um processo e uma prática. Você pode pensar em sua prática de meditação como uma adesão à uma academia para a sua mente. Você constrói os músculos de sua atenção através da meditação. Ao se concentrar em uma coisa, como a respiração, e ao trazer repetidamente de volta sua atenção para essa âncora, você fortalece esse músculo. Isso forma a base para um fortalecimento e um processo esclarecedor que começa a se desenrolar dentro de você.

2. Qual é a diferença entre meditação e conscientização?


Conscientização é a meditação em ação. É a prática deliberada de perceber o momento presente da consciência. É estar atento a tudo o que está acontecendo. Por exemplo, lavar os pratos. Estar atento à sensação da água. A paisagem sonora ambiente ao seu redor. A sensação de estar com o pé enraizado na pia. A tendência de sua mente a se afastar. Conscientização significa praticar uma forma refinada e sutil de prestar atenção a tudo que você faz.

3. Quais são os benefícios da meditação?


Podemos compreender isto analisando alguns ângulos diferentes.

Benefícios Físicos: Estudos mostram que a meditação ajuda a relaxar, reduz a pressão arterial, neutraliza e até mesmo inverte os efeitos do estresse, diminui os níveis de cortisol no sangue, ajuda com a síndrome do intestino irritável e na digestão, e pode ajudá-lo a dormir melhor.

Benefícios Emocionais: A meditação estimula o relaxamento e calibra seu estado emocional. Ela ajuda você a atingir um equilíbrio emocional mais profundo quando você encontra um terreno mais profundo de estabilidade que fica abaixo ou além dos altos e baixos do dia a dia . Em essência, ele ajuda você a se tornar emocionalmente centrado e com os pés no chão.

Benefícios Mentais: Estudos da neurociência mostram que 8 semanas de Redução do Estresse Baseada na Conscientização - Mindfulness-Based Stress Reduction (MBSR) - aumentam  a massa cinzenta do cérebro, o foco, e a produtividade.

Benefícios Espirituais: Através da meditação, você descobre uma parte de si mesmo que é ilimitada e irrestrita. Você lentamente mas seguramente desenvolve um senso de conexão com tudo. Você encontra um sentimento de conexão e plenitude através de um estado muito simplificado, despojado de ser. Nessa experiência de ser, você entende a um certo ponto que tudo está bem assim como é.

4. A meditação deve ser praticada diariamente? Você pode obter os mesmos benefícios mesmo se você não meditar todos os dias?


O ideal é meditar todos os dias. Por quê? É importante para construir um hábito. Como qualquer habilidade que você tentar desenvolver, você não se aperfeiçoará na prática se não tiver compromisso. A prática diária é melhor, e você pode obter benefícios reais com apenas 3-5 min por dia.

5. Quais são os equívocos mais comuns que as pessoas cometem sobre a meditação?


  • ·      Que uma mente ocupada faz de você um mau praticante.
  • ·      Que a meditação é apenas para um determinado tipo de pessoa.
  • ·      Que sua mente não deve vagar, porque ele vai.
  • ·      Que você tem que meditar por uma hora todos os dias para obter benefícios.
  • ·      Que você não tem tempo suficiente.

6. Existe uma quantidade ideal de tempo que os novos meditadores precisam se dedicar a esta prática antes que se torne algo que eles "pegam" ou que comecem a ver os benefícios ?


É diferente para cada um. Conheço pessoas que têm um grande momento de descoberta, de realização, ou um momento a-ha ! a primeira vez que meditam. Para outras pessoas, como eu, pode demorar muito mais tempo.

7. A prática de meditação deve ser estruturada? Há momentos do dia, posturas, ou momento específico, que deve ser dedicado à prática?



Idealmente, sim. Porque, no início, você quer criar um hábito e a melhor maneira de fazer isso é através da estrutura mecânica. Escolha um sinal, algo que te indique que é hora de começar, uma sugestão, estabeleça uma rotina, e seja claro sobre a recompensa que você quer da meditação.

A Mulher Moderna

A INCRÍVEL GERAÇÃO DE MULHERES QUE FOI CRIADA PARA SER TUDO O QUE UM HOMEM NÃO QUER


Às vezes me flagro imaginando um homem hipotético que descreva assim a mulher dos seus sonhos:
“Ela tem que trabalhar e estudar muito, ter uma caixa de e-mails sempre lotada. Os pés devem ter calos e bolhas porque ela anda muito com sapatos de salto, pra lá e pra cá.
Ela deve ser independente e fazer o que ela bem entende com o próprio salário: comprar uma bolsa cara, doar para um projeto social, fazer uma viagem sozinha pelo leste europeu. Precisa dirigir bem e entender de imposto de renda.
Cozinhar? Não precisa! Tem um certo charme em errar até no arroz. Não precisa ser sarada, porque não dá tempo de fazer tudo o que ela faz e malhar.
Mas acima de tudo: ela tem que ser segura de si e não querer depender de mim, nem de ninguém.”
Pois é. Ainda não ouvi esse discurso de nenhum homem. Nem mesmo parte dele. Vai ver que é por isso que estou solteira aqui, na luta.
O fato é que eu venho pensando nisso. Na incrível dissonância entre a criação que nós, meninas e jovens mulheres, recebemos e a expectativa da maioria dos meninos, jovens homens, homens e velhos homens.
O que nossos pais esperam de nós? O que nós esperamos de nós? E o que eles esperam de nós?
Somos a geração que foi criada para ganhar o mundo. Incentivadas a estudar, trabalhar, viajar e, acima de tudo, construir a nossa independência. Os poucos bolos que fiz na vida nunca fizeram os olhos da minha mãe brilhar como as provas com notas 10. Os dias em que me arrumei de forma impecável para sair nunca estamparam no rosto do meu pai um sorriso orgulhoso como o que ele deu quando entrei no mestrado. Quando resolvi fazer um breve curso de noções de gastronomia meus pais acharam bacana. Mas quando resolvi fazer um breve curso de língua e civilização francesa na Sorbonne eles inflaram o peito como pombos.
Não tivemos aula de corte e costura. Não aprendemos a rechear um lagarto. Não nos chamaram pra trocar fralda de um priminho. Não nos explicaram a diferença entre alvejante e água sanitária. Exatamente como aconteceu com os meninos da nossa geração.
Mas nos ensinaram esportes. Nos fizeram aprender inglês. Aprender a dirigir. Aprender a construir um bom currículo. A trabalhar sem medo e a investir nosso dinheiro. Exatamente como aconteceu com os meninos da nossa geração.
Mas, escuta, alguém lembrou de avisar os tais meninos que nós seríamos assim? Que nós disputaríamos as vagas de emprego com eles? Que nós iríamos querer jantar fora, ao invés de preparar o jantar? Que nós iríamos gostar de cerveja, whisky, futebol e UFC? Que a gente não ia ter saco pra ficar dando muita satisfação? Que nós seríamos criadas para encontrar a felicidade na liberdade e o pavor na submissão?
Aí, a gente, com nossa camisa social que amassou no fim do dia, nossa bolsa pesada, celular apitando os 26 novos e-mails, amigas nos esperando para jantar, carro sem lavar, 4 reuniões marcadas para amanhã, se pergunta “que raio de cara vai me querer?”.
“Talvez se eu fosse mais delicada… Não falasse palavrão. Não tivesse subordinados. Não dirigisse sozinha à noite sem medo. Talvez se eu aparentasse fragilidade. Talvez se dissesse que não me importo em lavar cuecas. Talvez…”
Mas não. Essas não somos nós. Nós queremos um companheiro, lado a lado, de igual pra igual. Muitas de nós sonham com filhos. Mas não só com eles. Nós queremos fazer um risoto. Mas vamos querer morrer se ganharmos um liquidificador de aniversário. Nós queremos contar como foi nosso dia. Mas não vamos admitir que alguém questione nossa rotina.
O fato é: quem foi educado para nos querer? Quem é seguro o bastante para amar uma mulher que voa? Quem está disposto a nos fazer querer pousar ao seu lado no fim do dia? Quem entende que deitar no seu peito é nossa forma de pedir colo? E que às vezes nós vamos precisar do seu colo e às vezes só vamos querer companhia pra um vinho? Que somos a geração da parceria e não da dependência?
E não estou aqui, num discurso inflamado, culpando os homens. Não. A culpa não é exatamente deles. É da sociedade como um todo. Da criação equivocada. Da imagem que ainda é vendida da mulher. Dos pais que criam filhas para o mundo, mas querem noras que vivam em função da família.
No fim das contas a gente não é nada do que o inconsciente coletivo espera de uma mulher. E o melhor: nem queremos ser. Que fique claro, nós não vamos andar para trás. Então vai ser essa mentalidade que vai ter que andar para frente. Nós já nos abrimos pra ganhar o mundo. Agora é o mundo tem que se virar pra ganhar a gente de volta.

Escrito por Ruth Manus
Publicado em http://blogs.estadao.com.br/ruth-manus

sábado, 19 de dezembro de 2015

O Objetivo da Meditação

Onde quer que olhemos, somos aconselhados por gurus espirituais e coaches de auto-ajuda e de bem-estar a meditar. Confie em mim, eu sou um deles.



Mas, se eu lhe perguntasse qual é o objetivo da meditação você sabe?


E se eu lhe dissesse que o objetivo da meditação não é para ficar mais conscientes, ou para se acalmar, ou para se sentir mais conectado ou até mesmo  para aprender a ouvir a sua intuição?

Não me interpretem mal.

Estar consciente, com foco no momento presente, amar a si mesmo, sentir-se mais conectado e guiado são todos efeitos realmente surpreendentes da meditação, e eles podem ser as razões pelas quais você medita, mas eles não são o objetivo da meditação.

O objetivo da meditação é limpar o subconsciente.


Não tem certeza do que isso significa? Deixe-me explicar.

Nosso subconsciente é como uma garagem ou um armário, ou um porão em nossa casa que se tornou o silencioso centro de armazenamento das posses da nossa vida: as coisas que nós colocamos em caixas ou que ainda não desempacotamos de uma mudança anterior; o material que escondemos até que tenhamos o espaço ou o tempo para abri-los e decidir se jogá-los fora arrumá-los

Às vezes, nós organizamos as caixas ordenadamente, abrindo caminho para que possamos caminhar e navegar no espaço apenas numa passagem ocasional. Outras vezes, encontramos o material em toda parte criando bloqueios e perigos em todos os lugares.

No nosso subconsciente, cada caixa representa algo diferente. Poderíamos ter um par de caixas que viemos trazendo junto com a gente de vidas passadas (como quando passamos para uma nova casa). Poderíamos ter um par de caixas cheias de medos e emoções e experiências que nos foram passadas ​​pelos nossos pais, ou avós, ou até mesmo os nossos bisavós. E nós definitivamente temos um par de caixas cheias de memórias, experiências e ligações emocionais com todos os eventos de nossa vida atual.

Então, como é que vamos liberar algum espaço e lidar com todas essas caixas?

Nós meditamos. Comprometemo-nos a uma prática diária de passar por cada caixa, uma por uma, mostrando gratidão pelas lições e os dons que cada experiência nos deu, e liberar os laços emocionais que não nos servem mais.

Nós sentamos e paramos de tentar silenciar a mente. Nós permitimos que o que quer  vir venha, reconhecendo que o caos em nossa mente é a forma do nosso ego de evitar ter de lidar com as coisas realmente profundas que precisam vir à tona. Nosso ego é como nosso guarda-costas, e a meditação é a nossa oportunidade de agradecer ao ego por proteger-nos, ao mesmo tempo dando-lhe o dia de folga.

Só então o silêncio vem.

Ao limpar o nosso subconsciente, estamos desaprendendo todo o medo, toda as sentenças e todas as mentiras que nos foram ensinadas como necessárias para nos proteger e para "seguir em frente."


Mas o mais importante, quando limpamos o nosso subconsciente, lembramos a nossa divindade, nossa grandeza, nossa luz e nosso objetivo: elevar a vibração do planeta, inspirando outros a fazerem o mesmo.
Texto original em inglês

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

A Democracia é Servida



Com a decisão do STF de ontem de fazer com que o processo de impeachment contra a presidente da república Dilma Roussef voltasse à estaca zero, A democracia é finalmente servida.
O STF analisou quatro pontos principais do rito do impeachment:
- A autonomia do Senado para barrar ou não o processo após aprovação na Câmara;
- Obrigatoriedade de voto aberto para a Comissão Especial do Impeachment na Câmara;
- A admissibilidade de candidaturas avulsas para a Comissão (aquelas não indicadas pelos líderes partidários).
- Direito defesa prévia de Dilma antes da instauração do processo de impeachment na Câmara.
Para ler o artigo completo por favor acesse este link
Assim chegou um pouco de pacatez e sobriedade neste que estava virando um circo do impeachment.
É interessante notar como a justiça É cristalina e fácil de entender, não? Se tiver alguma coisa que não quadra, alguém pondo pressa demais para se resolver algo, é sinal que tem embrólho no negócio.
Agora a justiça brasileira se parece mais com uma coisa séria, não aquela coisa patética à qual fomos obrigados à assistir nos últimos 2 dias. 
Uma parte da justiça foi miseravelmente posta à venda quando autorizou o bloqueio do WhatsApp para favorecer o lançamento do Telegram.
Com certeza foi uma descarada venda de liminar pois de todo lado que se olha a questão ela só faz sentido se deixarmos de lado os preconceitos e encararmos os fatos que temos à disposição. 
Os fatos são, fortunadamente suficientes para chegar á uma conclusão óbvia, a de que a justiça jamais colocaria os interesses de cem milhões de usuários para punir a empresa (teria multado a empresa se fosse o caso), depois esse negócio de chamar a tenção do mundo inteiro para uma causa que corre em “segredo de justiça” é  a maior história para boi dormir. Outros fatos vêm à seguir.
Espero que a Polícia Federal investigue a fundo o caso e prenda todos os responsáveis pelo uso indevido da justiça para fins comerciais e promocionais, além de estabelecer uma multa para ressarcir os  danos que os consumidores sofreram com a paralisação do serviço. Talvez devolvendo o dinheiro para um fundo de caridade ou para uma instituição de saúde, ouvi dizer que estão faltando remédios como Abacavir nas unidades de tratamento para pacientes seropositivos ou com AIDS.

É assim que se põe ordem em um país que mais parece um grande bordel.

Vamos precisar de mais verbas e agentes para este glorioso órgão a serviço da sociedade que tanto nos enche de orgulho e que é uma garantia da legalidade neste país. Falo da PF obviamente não que tenha algo contra os bordéis mas cada coisa em seu lugar!
Muitos talvez não tenham notado as coincidências mas já anteontem, antes da notícia da liminar sobre o bloqueio do WhatsApp, estava circulando insistentemente uma publicidade do concorrente Telegram. Durante o dia de ontem a BBCBrasil, (leia também) publicou artigos com pareceres que tendiam a justificar a legalidade do bloqueio do aplicativo e no final do dia anunciou o lançamento de um seu canal, adivinhem onde?
Isso mesmo, no Telegram!
Tudo isso cheira a uma massiva operação de marketing, bloqueando um serviço e obrigando os usuários a procurar uma alternativa, no caso a tão ofertada Telegram.
Foi um gritante caso de abuso ao direito do consumidor e um afronto à nossa República. É o primeiro caso de que eu tenho conhecimento de que a justiça de um país prejudique intencionalmente 100 milhões de consumidores para beneficiar uma empresa. 
O que tem de bom nisso é que o público reagiu de maneira diferente da esperada e o tiro saiu pela culatra.
O que aconteceu foi que os usuários, invés de migrar para o Telegram, começaram a compartilhar apps para criar APNs e contornar o bloqueio do WhatsApp. Em pouco tempo a rede estava invadida de mensagens ensinando como contornar o bloqueio. Isso deu mais liberdade ao consumidor que na próxima vez que se sentir ameaçado, saberá que há uma arma a mais a seu dispor.
Assim, quando os autores do bloqueio viram que a estratégia não tinha funcionado e que ao contrário, a mercadoria de chantagem que tinham contra os consumidores tinha perdido valor no mercado (que seria a ameaça de tirar o serviço, que tinha suporte na ignorância do consumidor), logo correram aos reparos derrubando a liminar e liberando o WhatsApp no fim da manhã para que o dano fosse menor (quanto menos gente soubesse do recurso de criar uma rede anônima virtual era melhor).

Tenho notado que cada vez mais o brasileiro está se conscientizando da verdade e se deixando cada vez menos enganar, os últimos acontecimentos nos mostram isso. Essa é a nossa maior arma, a verdade. Nossos inimigos usam o engano para nos prender, subjugar, humilhar, usar, desfrutar. Mas a verdade nos torna livres. (Evangelho segundo São João 8:32, Bíblia).