Pesquisar este blog

sexta-feira, 18 de julho de 2014

A Hora da Verdade

Chegou A Hora da Verdade


Hoje (18/07/2014) a mídia propagandística no Reino Unido passou o dia inteiro tentando fazer uma lavagem cerebral no público dizendo que não sabem quem derrubou o segundo avião, o vôo MH17 da Malaysia Airlines.
O outro, o tristemente famoso vôo MH370 desaparecido no Oceano Índico, parece que foi avistado em uma base secreta americana, mas ninguém foi capaz de provar nada.
Vamos ver o que vai acontecer nos próximos dias, meses, talvez anos. Vamos ver quem vai comprar a Malaysia Airlines falida, vamos entender qual é o interesse estratégico da Malásia no cenário internacional, o que Kuala Lampur tem que alguém pode querer.
Aí saberemos quem seqüestrou o primeiro avião e derrubou o segundo. Eu não acredito em coincidências .
Isso está parecendo muito com as guerras Orwellianas da Oceânia alternadamente contra a Eurasia e a Eustasia. Leia o livro 1984, é muito divertido enquanto se trata só de ficção.
Antes o Iran era o inimigo, hoje ele é o aliado.
Antes os rebeldes sirianos eram os aliados hoje eles são os inimigos.
Naturalmente o avião caiu em solo ucraniano, na zona de guerra que vede divididos mais uma vez os USA e a Rússia.

Após a revolução ucraniana de Fevereiro passado o selecionado grupo G7 expulsou a Rússia do clube, a guerra de palavras vai indo se reforçando, de um lado os EUA ameaçam a Rússia, do outro, Putin diz que corta o gas da Europa, Downing Street diz que a prioridade de Londres é defender a City.
Em Março passado a Rússia anunciou que vai lançar brevemente no mercado a cura para a Aids veja a reportagem

A propaganda continua mais acirrada que nunca.
Antigamente era o senhor Bush Júnior, agora é o senhor Obama. Um é republicano e o outro é democrata.
Apesar de aparentemente serem um de oposição ao outro, tudo continua na mesma. A guerra continua. A contra informação também.
Desde o famigerado 11 de setembro de 2001 a classe trabalhadora no ocidente ficou mais pobre e a elite de super ricos ficou mais rica.
Como você deve estar notando eu estou somente enumerando os fatos. Reais. Concretos. Indiscutíveis.
Um de cada vez pode não significar muito mas juntos tomam uma forma mais ampla.
O sul da Europa está praticamente falido, a Inglaterra ainda se sustenta às custas dos trabalhadores sub pagos, aqui em Londres moramos como ratos amontoados nas casas, trabalhamos pelo menos sessenta e seis horas por semana e no sábado não podemos nem ir ao teatro, ao cinema, a um restaurante porque tudo é muito caro, o dinheiro não sobraria para pagar as contas.
Enquanto isso se lê nos jornais os preços das casas que vão de 300.000 esterlinas por um apartamento de um quarto a 18 milhões de esterlinas por um de 6 quartos em Marble Arch.
As mansões são vendidas por valores como 40 milhões, 200 milhões de esterlinas.
Londres tem, segundo uma séria estimativa, 78 bilionários. Nova York 42. Em esterlinas.
Os super ricos do mundo competem pra viver aqui. Pouco tempo atrás eu li sobre dois russos que apostaram pra ver quem dos dois conseguia gastar mais dinheiro em um Night Club em uma única noite. Os dois gastaram praticamente a mesma cifra mas quem ganhou a aposta gastou algo como 132.000 esterlinas entre champagne, whiskies, água mineral e não se sabe mais o que compraram pra gastar uma cifra similar em uma noite em uma simples brincadeira. Leia a notícia

Eu ganho menos de 6 esterlinas por hora, não tenho direitos trabalhistas porque sou autônomo, não tenho férias, e nenhuma garantia. Sou na realidade empregado mas arrumaram uma escamotagem para driblar as taxas e os direitos trabalhistas, parece que ninguém se dá conta, nem os Tory nem os Labours.
Como eu, milhões de pessoas lutam pra sobreviver em uma cidade cada vez mais cheia, fria, egoista, estressada, caótica.
Parece que no sul da Europa as coisas estão ainda piores.
No Brasil nem se fala.
A corrupção atual é sem precedentes na historia do país, a criminalidade é transbordante, as escolas são péssimas, uma infinidade de adolescentes estão drogados pelas ruas, índios bloqueando as estradas para cobrar pedágios, hospitais super lotados, forças armadas sem condições de reagir a uma qualquer invasão estrangeira fazem parte de uma realidade à qual estamos já acostumados.
Os índios ganham cada vez mais reservas que estão sobre as nossas maiores riquezas. Suas reservas tem estatuto autônomo, é como se fossem pequenos países dentro do Brasil.
Não quero nem imaginar o dia que alguma potência estrangeira decidir espalhar a notícia de que o governo brasileiro não protege os índios para invadir as nossas terras com a desculpa de proteger as minorias étnicas.
O cenário é cruel. Desolador.
Votando um pouco no tempo eu fico me perguntando porque o Jânio Quadros renunciou à presidência da República e nunca quis dizer a razão.
Estranhamente Tancredo Neves morreu (?) um dia antes da sua posse na Presidência da República, depois do grande movimento das Diretas Já que mudou por um pouco o vulto do Brasil. Nossa maior esperança depois da ditadura militar, desencadeada pelo golpe em 1964 por um sargento, ou cabo (Anselmo) do exército que se revelou ser um agente da CIA.
No lugar dele entrou o José Sarney que hoje é dono de metade do Maranhão .
O neto de Tancredo, Aécio, promoveu leis em Minas Gerais durante a sua gestão do Governo que atropelaram os plantadores de eucaliptos para favorecer as grandes companhias que desmatam ilegalmente a Amazônia, fazendo com que a madeira de lei importada do Pará custasse menos do que o eucalipto plantado na região.
Os carvoeiros faliram e quem investiu em florestas plantadas, uma solução que dava emprego, gerava riqueza e promovia a preservação da Amazônia, foi obrigado a vender a madeira por menos da metade do preço, sendo obrigados a renunciar ao negócio.
Depois do José Sarney veio o Fernando Collor de Mello. O caçador de Marajás. Mas os marajás eram poderosos demais e conseguiram revoltar a opinião publica contra ele, acusando - o de crimes que nunca foram provados pela justiça e conseguiram o seu empeachment, leia a notícia
 Collor é absolvido

O poder foi assumido por Itamar Franco e depois por Fernando Henrique Cardoso, que por um período administrou uma trégua dos fortes poderes internacionais constituídos na luta contra uma população faminta, analfabeta, desamparada.
Logo em seguida veio o Lula e a Dilma.
Ele um semi analfabeto, ela uma ex guerrilheira, para usar um termo elegante.
A pergunta natural que surge é: como pode um semi analfabeto administrar um país, (que é uma empresa) que gera quase cinco trilhões de reais por ano?
Leia
Cinco trilhões de reais por ano.
São cinco mil bilhões.
Dos quais praticamente a metade é paga em impostos.
Para um CEO de uma empresa ter sucesso na administração dos negócios ele tem que ter pelo menos um ou dois cursos superiores, um mestrado, um MBA, deve falar pelo menos uma língua estrangeira e ser acessorado por um time competente, coeso, leal, profissional.
Isso nada tem a ver com a administração pública no Brasil.
Como seria possível que um pessoa, mesmo com a maior boa vontade do mundo, sem a menor formação acadêmica, administrar uma máquina administrativa tão complexa e gigantesca?
Creio que a resposta seja muito simples, e é que quem administra tudo isso nunca é o Presidente mas os fortes poderes que estão por trás dele, que financiam as campanhas políticas eleitorais, fazem acordos secretos, manipulam a opinião pública através da imprensa, das novelas e até mesmo dos filmes que vemos e das músicas que ouvimos.
Eles dizem ao povo o que querem ouvir e nós votamos no candidato que eles promovem, assim eles podem manipular os nossos medos, consciências, gostos e necessidades para que trabalhemos mais, reclamemos menos enquanto eles se enriquecem cada vez mais.
Me lembro que a Polônia alguns anos atrás se recusou a comprar as vacinas contra a gripe suína,
h1n1 Veja o vídeo
 Todo mundo sabia que aquilo era só uma jogada das casas farmacêuticas para vender a vacina.
No mesmo mês de Abril de 2010 um avião que levava o governo polaco inteiro para a Russia caiu sem explicação.
 Leia a reportagem

O presidente da Polônia foi assassinado
Agora me pergunto, como é possível que o Brasil fabrique e venda, inclusive para a Africa, os coquetéis (genéricos) anti Aids, sendo que são as grandes casas farmacêuticas americanas que detêm os direitos de explorar comercialmente os bilhões arrecadados com a venda dos remédios que custam cifras absurdas, como dois mil euros por um vidro.
Tenofovir/emtricitabine custa £626.90 ou 3.090,00 reais por mês por paciente
Truvada 300/150 mg tab 1 tab daily 30 tabs $1,467.97
Pense que os sero positivos deverão tomar esses coquetéis até a morte.
Quanto os governos gastam por ano para financiar esses tratamentos?
Porque justamente o Brasil não é obrigado a comprar os remédios das casas farmacêuticas americanas? O que lhes damos em troca?
Esta é sem duvida nenhuma uma boa pergunta.

Guerra ao terror

Esta guerra é contra nós, trabalhadores honestos que vivemos cada vez pior, no medo, sendo espiados, não podemos nem tomar um avião com tranqüilidade porque os governos continuam nos terrorizando.
Os tão famosos inimigos de que eles tanto nos falam nunca aparecem e quando aparecem fica a sensação de que tem sempre uma mãozinha dos nossos "aliados" por trás.
Como no caso das explosões das duas torres gêmeas de Nova Iorque.
Quando eu vi aquilo na TV me parecia claro que tinham centenas de bombas explodindo contemporaneamente em vários andares das torres, mas nos disseram que isso não era verdade.

A Verdade

Eu quero a verdade.
Não só a verdade em relação à política, mas a verdade sobre a existência humana na terra, sobre o plano de Deus para a humanidade.
Nesta busca da verdade eu descobri que a Verdade é sempre muito simples, logo qualquer coisa muito complicada não é a verdade.
Mateus 5:37 Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna.
Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. João 8:32.
Este é um dos meus versículos preferidos da Bíblia.
Como podemos, em um plano material em primeiro lugar, vista a urgência da situação, estabelecer a verdade sobre a maneira como as nossas vidas são administradas pelo poder público?
Quando os gregos, em 594 a.c. inventaram a democracia eles tinham em mente uma sociedade realmente participativa na administração pública. Depois de um primeiro período administrado pelos tiranos, veio Péricles, um exemplo que parece ser imitado pelos políticos atuais, com a diferença que naquele tempo a economia fluía bem para todos.
Vale lembrar que a democracia ateniense sucumbiu diante do império romano. O que temos hoje é uma democracia que sucumbe diante do império americano. Precisamos reinventá-la para sobrevivermos.
Vivemos no ópio da ignorância, da preguiça, do engano, das drogas, do álcool , dos jogos. Não temos tempo nem vontade para pensar com clareza. Muitos não reconhecem mais a verdade.
Qualquer um chega na tv, nos jornais ou na internet, diz um monte de mentiras e não se sabe mais como reconhecê-las. Os povos foram seduzidos pela magia do engano.
Ninguém sabe realmente em quem está votando, não se tem controle de como eles governam, poucos lêem, pouquíssimos são capazes de entender o que lêem.
Que democracia é esta?
É a ditadura dos grandes poderes transnacionais que governam o mundo como eles bem entendem.
Temos porém uma saída.
O Yoga Pode Ser O Caminho
A Meditação
English version

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor me de a sua opiniao